terça-feira, fevereiro 12, 2019

A TASCA DA TI LURDES

A TRISTEZA MORA AQUI

As imagens aqui postadas mostram-nos um espaço que em tempos foi uma referência neste tipo de estabelecimentos na terra albicastrense.
Esta tasca, situada na rua Dadrá, foi durante muitos e muitos anos o ex-libris das tascas albicastrenses.
Transformada em restaurante (mas curiosamente manteve sempre o estatuto de tasca), está ao compete abandono e transformada numa autentica lixeira e casa de banho de quem ali vai fazer as suas necessidades. Palavra que não consigo compreender, que estando esta tasca no local onde está e tendo ela as características que tem, não haja alguém que lhe deite a mão e a coloque ao serviço da gastronomia da terra albicastrense.
                                                     O Albicastrense

4 comentários:

  1. O espaço não pode ser arrendado como bar ou restaurante, o facto prender-se com o barulho feito na esplanada e que os vizinhos constantemente se queixavam. Não é há falta de procura, mas sim por decisão dos proprietários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Candeias. Barulho na esplanada! Os únicos vizinhos moram no prédio dos valente e não vejo como isso incomodava essas pessoas. Amigo Candeias se o senhorio não quer alugar o espaço, então tem que ter aquilo limpo e não ter lá uma lixeira.

      Eliminar
  2. Jose Maria Afonso
    A tasca da ti Lurdes do antigamente da mãe do meu falecido amigo,José Cravo Nunes Barata(ZOCAS), diz-me muito,com novos donos nunca lá entrei,não sei como era.A ti Lurdes era mãe de um só filho,mas ajudou a criar filhos de muita mãe, incluindo eu, uma mulher como não haverá muitas.
    (Comentário feito no facebook)

    ResponderEliminar
  3. Paula Branco
    A Tasca da Ti Lurdes... Bons momentos lá passei entre amigos ... É uma pena ver como está... Tristeza.
    (Comentário feito no facebook)

    ResponderEliminar

MEMÓRIAS DA TERRA ALBICASTRENSE

Recuperar e pintar antigas imagens da terra albicastrense, dá-me uma enorme satisfação.  Quando “apanho” uma antiga imagem da terra albicast...