terça-feira, agosto 17, 2021

RECUPERAÇÃO DO FERRINHO DE ENGOMAR

 UMA BOA NOTÍCIA


UM PRÉDIO CHEIO DE HISTÓRIA

Muitas foram as vezes que aqui barafustei contra a situação em que se encontrava o nosso Ferrinho de Engomar (nome dado ao prédio que se pode ver nas imagens em tempos passados)Ontem ao de passar à porta do dito cujo, constatei que finalmente a sua recuperação vai ser uma realidade. 
Segundo me foi dito em tempos, parece que o prédio vai servir de hostel! Não sei se é verdade, contudo, estou a vender pelo mesmo preço que a comprei. 
Confesso que gostava de ver ali algo mais que uma espécie de residência, mas… como não se podemos ter sempre o que desejamos, agradeço desde já a sua recuperação. Vamos aguardar para ver como as obras se vão desenrolar, coisa que irei acompanhar de perto--------------------------------------------------------------------------

Publicação colocada neste blogue, em Janeiro de 2008.


Edifícios da Minha Cidade

"FERRINHO DE ENGOMAR"

Dos muitos edifícios de Castelo Branco que já aqui falei, este é sem qualquer dúvida, um dos mais emblemáticos da nossa cidade. Durante muito tempo este edifício foi conhecido por “O Ferrinho de Engomar”.
Foi mandado construir na primeira década do século XX, por Gonçalo Xavier de Almeida Garrett. Passados mais de cem anos, o edifício continua a pertencer à família Garrett. Foi autor do projecto, Manuel dos Santos Sal.
A sua construção deve-se em parte às obras realizadas naquela zona da cidade no início do século XX. Alexandre de Proença de Almeida Garrett enviou à autarquia albicastrense, uma carta, onde pedia autorização e se justificava para a construção deste bonito edifício.

Aqui fica um pequeno extracto da carta enviada em 1911

Achando-se em construção nesta cidade, uma série de casas novas, no quarteirão de que faz parte uma casa de que é possuidor, que tem frentes para a Praça Nova e Becco da Paqueixada, que tendo conhecimento do desejo de V.Ex. em aformosear este local, para o que seria necessário demolir esta casa, a fim de a reconstruir de novo, segundo as cotas e alinhamento aprovados pela Câmara; que sendo seu maior empenho
contribuir, quanto em suas forças caiba para o aformoseamento e beneficiamento desta cidade, alem de estimar satisfazer aos desejos da Comissão Municipal de Castelo Branco” (Escrito em Português da época).
Passados quase cem anos, após a sua construção, “O Ferrinho de Engomar” encontra-se actualmente em estado de degradação avançada, as fotografias aqui apresentadas são demonstrativas do seu precário estado de saúde, dos quatro pisos do nosso prédio apenas o rés-do-chão onde existe um estabelecimento comercial e o primeiro andar onde mora uma viúva são habitáveis o resto esta ao mais completo abandono. 
Estarão os albicastrenses condenados a ver os edifícios da sua cidade a cair de podre? Até parece que os nossos edifícios são frutos de uma qualquer árvore a morrer de velhice e os seus frutos contaminados por falta de vitaminas…
                                                                  O ALBICASTRENSE

5 comentários:

  1. Alvaro Barreiros
    Até que enfim...
    O homem bem pode comprar o largo todo, não era má ideia já que os empreiteiros não o fazem.
    Comentário feito no facebook.

    ResponderEliminar
  2. Manuela Romão
    Que maravilha!!! Fico contente com a notícia.
    Comentário feito no facebook.

    ResponderEliminar
  3. Joaquim Baptista

    Finalmente uma luz de esperança, embora a ser verdade para o turismo local se fosse para habitação outro galo cantaria para o local.
    Comentário feito no facebook.

    ResponderEliminar
  4. José Carvalho de Sousa
    Prédio lindíssimo! Depois de recuperado, irá marcar presença muito positiva, no local onde se insere.
    Comentário feito no facebook.

    ResponderEliminar
  5. Cristina Huguenin
    Muito bom!!!!Que continuem recuperar o centro, bem precisa.
    Comentário feito no facebook.

    ResponderEliminar

MEMÓRIAS DA TERRA ALBICASTRENSE

Recuperar e pintar antigas imagens da terra albicastrense, dá-me uma enorme satisfação.  Quando “apanho” uma antiga imagem da terra albicast...