quarta-feira, junho 14, 2006

Praça Camões - Castelo Branco

PRAÇA CAMÕES

Situada na zona histórica da cidade de Castelo Branco, a Praça Camões teria todas as condições para ser o “ex. librix” da nossa cidade, nela residem, entre outros edifícios, o Arquivo Distrital, a Biblioteca Municipal e o Arco do Bispo, tendo ainda muito boa vizinhança nas ruas mais próximas.
Estive à dias na referida praça e o que ali vi é digno de aparecer num qualquer filme de terror do século passado. Poderia aqui falar do pavimento da praça, da escadaria da Biblioteca e da situação degradante do edifício, do lixo e dos contentores situados no meio da praça, ou do estacionamento ali permitido, ou ainda ao total abandono a que a praça Camões foi sujeita ao longo dos últimos anos.
Porem não é esse o propósito que me leva a escrever esta pequena nota. O que aqui gostaria de perguntar a todos os Albicastrenses é o seguinte:
Que raio de gente somos nós que nos deliciamos todos, com uma qualquer rotunda da Europa, e nada diligenciamos para preservar o passado histórico das nossas praças, largos, ou avenidas das cidades ou vilas onde nascemos, crescemos e morremos!?
Que raio de gente escolhemos nós para gerir os nossos órgãos Autárquicos, que depois de eleitos a sua maior preocupação é quase sempre, por mais ou menos uns metros de alcatrão ou cimento, em detrimento da nossa identidade histórica e cultural?

Castelo Branco é hoje uma nova cidade, dizem alguns! Castelo Branco está diferente dizem outros! Não discordo totalmente das afirmações que se ouvem pela cidade, discordo sim do caminho que se percorre para que Castelo Branco seja uma nova cidade. O caminho nunca poderá ser o abandone do seu passado histórico e cultural, em detrimento de uma pseudo modernização da cidade.

Pobre praça Camões que nem o nome que tens te vale.

O Albicastrense

7 comentários:

  1. Hoje decidi, investigar um pouco na blogosfera, sobre a minha cidade natal e deparei-me com este blog... decidi entrar e dar uma espreitadela. Primeira imagem, a Praca de Camoes... como a conheci bem... o facto de a minha mae ter trabalhado no antigo lar das enfermeiras, sito nesse largo, fez com que passasse algum tempo da minha infância lá... trouxe-me muitas recoradacoes, principalmente por me ter tornado emigrante, ter partido à quase dez anos, faz que seja ainda mais saudosista deste meu Castelo Branco que tenho na memória e no coracao, claro que volto sempre que posso, uma ou duas vezes no ano, conforme as possibilidades... mas é sempre uma grande surpresa as diferencas que encontro...
    Todos os anos há algo diferente, ainda nao sei como está o nosso antigo "Passeio Verde", local onde passava as noites de verao da minha infância, pois no último verao ainda parecia um autêntico estaleiro de obras... Claro que há obras que me agradaram bastante, como a reconstruccao do Cine-Teatro Avenida, do qual me lembro da noite de verao em que foi o incêndio do mesmo... A opcao de mudar alguns servicos da Câmara, para o antigo quartel, fez com que aquele espaco nao ficásse ao abandono... mas outras coisas, ficou mesmo muita saudade, o "Parque da Cidade", nao é mais o parque onde cresci e brinquei, também eu me lembro dos Festivais do "vestido de Chita", das celebracoes do "Dia da Crianca", das "festas da Cerveja", as fotografias do meu casamento, tudo se passou naquele espaco que neste momento me é estranho.
    O facto de sempre que passo em S. Marcos e vejo o chafariz, onde brinquei tantas vezes, naquele estado, de completo desleixo, deixa-me triste...
    Gostei de aqui passar, deu para matar um pouquinho as saudades da cidade que tanto amo, e onde espero vir a morar algum dia, num futuro incerto...
    Muito obrigado por estas postagens e fotografias de recordacoes!!!

    P.S.- peco desculpa pela falta de c de cedilha e tils no meu comentário, mas infelizmente tenho um teclado que nao os tem.

    ResponderEliminar
  2. Já estão a abris a pestana?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo12:18

    Menos mal. Tardou mas apareceu... a verdadeira face da coisa.

    ResponderEliminar
  4. afbc20:19

    é bem verdade.
    nesta cidade o k interessa sao obras de fachada. obras que custam milhares d € e que de bom nao trazem nada, apenas prejuizo. Vamos começar a meter as maos na consciencia e preservar o patrimonio e nao gastar milhoes em obras de fachada como as novas docas secas!!! nao seria mais bonito e acolhedor apenas terem melhorado o antigo passeio ver???? Fico revoltado com estas mostruosidades que se fazem na minha cidade, cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. Castra Leuca22:28

    Nao concordo com o abando da praça Camoes, mas nao posso tambem concordar com o que o Sr afbc escreve.
    Mas o que fizeram nao foi melhorar o antigo passeio verde??
    Acho que o que é vulgarmente é chamado como docas secas é um local agradavel principalmente porque consegue juntar a maior parte da "noite" de castelo branco neste local.
    Creio apenas que devia haver mais policia nesse local, porque se têm verificado la alumas cenas de pancadaria.
    Viva castelo Branco

    ResponderEliminar
  6. Anónimo13:53

    O Polis derrapou? Já acabou? Quem vai pagar a factura? Essa das docas secas ex paseio verde é muito preverso.Menos mal que podem levar os carros para o estacionamento do polis. Ficam lá até passarem os fumos da noite.Que grande centro de cidade.

    ResponderEliminar
  7. Castra Leuca17:48

    O problema dos fumos da noite é consequencia de como o espaço esta??sinceramente....Há pessoas que se esquecem das coisas muito facilmente!Quem nao se recorda do que se passava no parque de estacionamento em frente ao quartel e até mesmo no proprio passeio verde!?!
    Sou contra muitas obras do Polis, mas esta para mim foi a melhor.O facto das derrapagens no orçamento nada têm a ver com o sucesso ou nao das obras.
    viva Castelo Branco

    ResponderEliminar

A RUA DA MINHA ESCOLA – (IX)

(ESCOLA DO BONFIM)                               O que sabemos nós da rua da nossa escola primária?    (Rua do Bonfim)         ...