quinta-feira, fevereiro 16, 2017

CRÓNICAS DO QUINTAL DOS MARRECOS - (XI)

O COFRE GERAL DAS MASSAROCAS
Alguns dos marrecos políticos do quintal marrecal andam completamente desnorteados, o motivo de tal desorientação prende-se com a disputa sobre o cofre público das massarocas, C.G.M. (Cofre Geral Das Massarocas).
No parlamento marrécal, foi nomeado um grupo de marrecos parlamentares, para deslindar este funesto caso.

Segundo a oposição marrecal, o responsável-mor pelas massarocas do quintal é um marreco sem palavra, pois nega hoje o que prometeu ontem, argumentando de seguida, que o mesmo devia ser afugentado do tacho que ocupa.
O marreco em causa nega tal acusação, alegando que os invejosos do costume, ciumentos do bom trabalho desenvolvido por ele estão a querer roer-lhe os ossos das partes baixas.

O marreco primeiro veio a publico atestar solidariedade para como o seu dependente, declarando, que tem afoiteza ao marreco Mileno, (perdão! Centeno…) e que o mesmo vai continuar onde está, e que ninguém o desaloja da incumbência que desempenha. 

O marreco Presidente, (que nestas coisas, nunca fica caladinho) afirmou que o marreco Centeno não se pode abater, por “estreito interesse nacional”.

O Zé Larachas que em assuntos tão delicados nunca fica caladinho, declarou na Tasca do Manel Bochechas, que os contestatários ao atual chefe dos depósitos dos marrecos, estão todos passados dos pirolitos.

A Maria Boca Larga que em assuntos tão sérios não gosta de ficar atrás do Zé Larachas, propôs de imediato a nomeação de um grupinho de freguesas da tasca, para investigar tão grande cagada, alegando, que perante tal borrada, se corre o risco de ali começar a cheirar ainda pior do que é habitual. 
A respetiva proposta, foi aprovada por aclamação e com direito a uma rodada de copos de três, com  todos os presentes a levarem os copos aos beiços.

Aguarda-se agora, que num prazo sem prazo, os dois afamados militantes da copofonia, possam desatar os nós desta pobre e triste novela, enredo que muito entusiasma quem está fora do tacho, mas que muita lama atira sobre o Cofre Geral Das Massarocas.
                                                  O Albicastrense

Sem comentários:

Enviar um comentário

FOTOBIOGRAFIA DO PASSADIÇO DA TERRA ALBICASTRENSE

PÉROLAS  DA  TERRA ALBICASTRENSE O texto desta publicação, foi retirado do livro " Istopía" da autoria d...