quinta-feira, junho 20, 2013

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE CASTELO BRANCO

 "A MINHA SEGUNDA CASA"
Já aqui disse anteriormente, que um dos nosso maiores defeitos (ou será virtude?) é barafustarmos contra situações menos boas, mas esquecemos-nos frequentemente para não dizer quase sempre, de elogiar situações que devem ser enaltecidas.
Talvez possa ser considerada habitual essa nossa maneira de agir, contudo, este albicastrense que normalmente reclama quando sente que é mal tratado, ou quando não é atendido como deve ser em qualquer serviço de atendimento público ou privado, não pode deixar de aqui elogiar um caso concreto.
A Biblioteca Municipal de Castelo Branco é quase como a minha segunda, (como já aqui o disse por várias vezes) casa de que enamorei, desde a sua mudança da Praça Camões para o Largo da Devesa. Sendo eu um frequentador habitual de uma das secções da biblioteca “Fundo, Beira Baixa”, não posso deixar de aqui elogiar o “trato” que está a ser dado aos livros desse fundo, assim como a exposição dos mesmos nas respectivas estantes.
Aos responsáveis por essa melhoria, este albicastrense só pode mesmo dizer Bem-Haja e esperar que o referido fundo, possa pouco a pouco, ter mais livros disponíveis e ainda mais pessoas interessadas em os consultar.

O Albicastrense

2 comentários:

  1. Anónimo11:20

    Diz-se por aí... que o dono do caffe-caffe pediu licença para colocar esplanada . Licença essa que foi concedida. No entanto surgiu a noticia de que esse senhor dono do caffe caffe iria ser candidato a uma junta de freguesia do nosso concelho em representação dum partido que não o que lidera a C.M.C.B.
    Surpresa então quando lhe foi logo retirada a licença da esplanada.
    Como o senhor não vive da politica teve de desistir da sua candidatura à dita Junta de freguesia para poder reaver a licença da esplanada.
    A ser verdade é uma vergonha. já ouviram falar nisto ou não?

    ResponderEliminar
  2. Caro anónimo.
    Custa-me a acreditar em tal, pois não vejo os actuais responsável da Câmara capazes de tais praticas.
    Vou ficar-me por aqui, pois não tenho por habito comentar factos sem que primeiro existem provas de que efectivamente algo aconteceu.
    Abraço

    ResponderEliminar

MEMÓRIAS DE OUTROS TEMPOS - " O JÚLIO RAMOS DO CAFÉ ARCÁDIA"

O jornal “ Beira Baixa ” publicou em 1944, a pérola que aqui estou a postar.                            Não há no Mundo maior palp...