terça-feira, janeiro 30, 2007

MEMÓRIAS DA MINHA TERRA


A TASCA DO RAPOSO
Construída em finais dos anos quarenta e inaugurada em 1951, a tasca do Ti` Raposo terá sido juntamente com a tasca do “Fonas”, duas das mais emblemáticas tabernas do bairro do Cansado, entre os anos cinquenta e oitenta.
Situa-se (para quem não sabe), na rua da Senhora de Mércoles perto do mercado, e durante aproximadamente meio século esta tasca foi explorada pelo seu proprietário José Raposo, (que ao mesmo tempo tinha uma oficina de ferrar cavalos e burros ao lado da Igreja da Sé), e só após a sua morte, na década de noventa a tasca foi tr
espassada pelos seus familiares.
A taberna do Ti`Raposo como era vulgarmente conhecida, era local de encontro para um jogo de cartas, malha ou pontinho entre os moradores do bairro do cansado, não era raro ver-se jogar ao pontinho ou malha à luz das lâmpadas eléctricas, até as tantas da madrugada.
A referida tasca faz parte das minhas recordações de criança, pois muitas foram as vezes que em criança ali fui chamar o meu pai (Zé China) para jantar.
Ainda hoje recordo as palavras de minha mãe quando me dizia, ”vai chamar o teu pai para jantar”, assim como a mensagem que era transmitida por mim ao chegar à tasca: “Pai… a mãe diz para vir comer”. A reposta era sempre a mesma: “Já vou…”
A tasca mantêm ainda o nome que a celebrizou no passado, (e só isso) porém o resto o tempo se encarregou de mudar, o ambiente é hoje
muito diferente do passado, a simplicidade do mobiliário envelhecido pelo tempo, deu lugar a novas apostas, virou Snack-Bar como se pode ver nestas fotografias, podendo dizer-se que o bom gosto imperou na sua transformação.
A tasca do Raposo de hoje, nada tem a ver com a velha taberna que conheci em criança, no entanto está agradável e merece bem a sua visita.
O Albicastrense

3 comentários:

  1. Olá!!
    O meu nome é Tânia Alves e sou jornalista do "Tal&Qual".
    Temos no jornal uma rubrica em q damos a conhecer 1 texto de 1 blog q nos pareça interessante. Esta semana deparei-me c o seu texto acerca do Museu Académico. No entanto, p o publicar necessitaria d 2 fotos, 1 na horizontal, outra na vertical, pq a do blog ñ é infeliz/ ideal.
    Seria possível enviar-me essas fotografias o mais rapidamente possível?
    Cumprimentos e desde já obrigada p disponibilidade,
    Tânia (taniareisalves@gmail.com)

    ResponderEliminar
  2. Verissimo também eu conheci muito bem essa taberna. A mulher do Ti Raposo a Ti Lurdes é que não era muito boa flor que se cheirasse. A tasca e o quintal eram locais de passagem da rapaziada em direcção à quinta do Pires Marques. às vezes à socapa.Eheheh...

    Abraço

    Joaquim

    ResponderEliminar
  3. Batista.
    Tens razão a Ti Lurdes tinha porras das antigas, também eu muitas vezes tive de voltar para traz e ir dar a volta ao bilhar grande.
    Mas foram bons tempos

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...