quinta-feira, fevereiro 19, 2015

MORREU ALBANO MATOS

MORREU UM ALBICASTRENSE
"Jornalista Albano Matos morreu aos 59 anos"

Albano Matos trabalhou 26 anos no Diário de Notícias, onde foi editor-executivo adjunto, responsável pelas editorias de Internacional e Artes, e grande repórter.

O jornalista Albano Matos morreu esta quarta-feira, em Lisboa, aos 59 anos. Foi jornalista do DN durante 26 anos.
Albano Melo Matos nasceu em Castelo Branco, a 27 de julho de 1955. Estudou no Liceu Nuno Álvares, em Castelo Branco, e veio para Lisboa para estudar Direito, tendo concluído o bacharelato na Universidade de Lisboa. No jornalismo, iniciou a carreira no Tempo e colaborou com O Globo, Êxito e Telestar, mas foi no Diário de Notícias que fez grande parte da sua carreira. Entrou na redação em 1988 e ao longo dos muitos anos que passou no jornal ocupou vários cargos de chefia: foi editor-executivo adjunto e responsável pelas editorias de Internacional e Artes.
Foi também grande repórter e em 1999 foi o enviado especial do DN a Timor, para cobrir o referendo da independência e o que chamou "o dia mais aguardado da história de Timor-Leste". Saiu do DN no ano passado, no processo de despedimento coletivo.
É recordado pelos colegas como uma pessoa com grande cultura. "Era um jornalista com uma grande bagagem cultural e prova disso é ter trabalhado e ter escrito em secções tão diferentes como Desporto, Internacional e Artes, dando-nos sempre textos de grande qualidade", lembra a chefe de redação do DN, Graça Henriques.
Texto retirado de, "DN TV&MEDIA"
O Albicastrense 

1 comentário:

  1. Boa tarde,

    Desconhecia completamente este senhor, mas gostei bastante de conhecer o seu percurso profissional, ainda mais sendo um albicastrense!

    Os meus pêsames à sua família!

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar

AO PRESIDENTE DA AUTARQUIA ALBICASTRENSE - (II)

Hoje ao passear pela rua Mousinho Magro, dei comigo a olhar para os dois portados que se podem ver na imagem aqui postada e a perguntar ...