quarta-feira, dezembro 23, 2015

ANTIGA METALÚRGICA DA BEIRA

UM ALBICASTRENSE PREOCUPADO
Perante a notícia publicada no jornal “reconquista”, só posso verbalizar que a decisão da compra da antiga fábrica Metalúrgica por parte da autarquia albicastrense, é sem qualquer dúvida uma deliberação acertada e digna de aplausos.
Todavia, não posso deixar desde logo afirmar, que fiquei com a pulga atrás da orelha, pois algumas das afirmações do nosso presidente deixaram-me bastante desassossegado.
Diz ele entre outras coisas: “com estas aquisições abrem-se portas para o futuro da cidade” e, “o espaço vai permitir ter caminhos diferenciados para a nossa cidade. Pois iremos ter uma área requalificada, com ligação à Estação da CP. Mas permitirá também soluções de crescimento da cidade de Castelo Branco”.

 - Qual o futuro das Chaminés da antiga Metalúrgica da Beira?
-  Será que o nosso Barrocal corre o risco de ser invadido por mamarrachos arquitectónicos para habitação?

Passei recentemente em Lisboa por um local onde em tempos existiu uma grande fábrica, sítio hoje totalmente remodelado mas onde as chaminés da antiga fábrica permaneceram no local, dando ao lugar uma lição da história desse sitio. Na minha modesta opinião, seja qual for a solução para o local, as velhas chaminés devem ali permanecer para que as gerações futuras possam ver lá uma página da história da terra albicastrense.
Quanto ao Barrocal, não me entra na cabeça que alguém se prepare para implantar mamarrachos por ali, se tal vier a verificar-se, estou convicto que a terra albicastrense se levantará em peso para se manifestar contra tal perversidade. É ainda muito cedo para  ficarmos preocupados, mas… como é costume dizer-se, “o seguro morreu de velho”, por isso, vamos aguardar e estar atentos para não sermos surpreendidos com decisões menos prudentes para o local.
PS. O texto que acabou de ler foi escrito no dia 22. Hoje ao ler os jornais “Reconquista e Povo da Beira”, constatei que algumas das minhas preocupações “parecem” ter deixar de fazer sentido, contudo, resolvi mesmo assim postar o que tinha escrito antes. Pois, como antigo trabalhador das empresas, Auto Mecânica e Metalúrgica e principalmente como albicastrense, estes são assuntos que não podem passar-me ao lado.
 O Albicastrense 

8 comentários:

  1. Anónimo22:15

    Tudo indica que as chaminés vão ser preservadas pelas notícias que têm vindo a público.

    Quanto ao barrocal, a câmara lançou há uns meses uma série de documentos sobre o futuro da cidade. Num deles, chamado "Castelo Branco 2030", falam do Geoparque do Barrocal pelo que o futuro (longínquo) pode passar por criar um circuito pedonal que facilite a visita das pessoas(se alguém estiver interessado, pode ser consultado aqui, pg 108: www.cm-castelobranco.pt/download/Estrategia_Futuro.zip). Óbvio que estamos a falar de estratégias a muito longo prazo mas penso que nada aponte actualmente para a urbanização dessa área.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo08:49

    Lembram-se do famoso Túnel da estação (CP) a grande via
    para o lado de lá. Quantos milhões estão enterrados ali
    por baixo de água da estação a apodrecer.
    Quem ou quantos foram responsáveis ?
    Querem repetir a História.
    FELIZ NATAL

    ResponderEliminar
  3. Bom dia António. Estou a realizar o meu estágio no 1º Ciclo e vi no seu blog postais muito interessantes sobre Castelo Branco. Como irei abordar o património local com as crianças, gostaria de saber se tem páginas de jornais antigas sobre a história de edifícios antigos.

    Cumprimentos,
    Nuno Santos

    ResponderEliminar
  4. Meus amigos.
    Como estive na casa do filhote em Lisboa, só agora foi possível colocar os fossos comentários-
    As minhas desculpas pelo atraso.
    Quanto às respostas vou fazê-lo maais tarde
    Abraço para todos

    ResponderEliminar
  5. Amigo anónimo.
    Claro que não me esqueci do famoso túnel.
    Espero que tenham aprendido com essa burrice, caso contrario, poderemos pensar que alem de burros, pode haver mais qualquer coisa.
    Abraço



    ResponderEliminar
  6. Amigo anónimo
    Eu tenho por habito desconfiar de estratégias a longo prazo, pois quem elabora essas estratégias, normalmente sai do poleiro antes de as levar avante.
    Vamos porém acreditar que o "nosso Barrocal" não vai ser invadido por mamarrachos, porém, o melhor é estarmos atentos não vá o diabo trocar-nos as voltas.
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Caro Nuno Santos
    As que tenho estão aqui postadas.
    Posso contudo dizer-lhe que pode encontrar na nossa biblioteca muitos jornais antigos, onde pode encontrar material sobra aquilo que procura.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo18:54

    Quem vendeu quintinhas no Barrocal deve saber.
    Gente quase ludibriada também.
    Sinais,adiantamento, regularizações, provas de motos.
    Enfim interesses

    ResponderEliminar

AO PRESIDENTE DA AUTARQUIA ALBICASTRENSE - (II)

Hoje ao passear pela rua Mousinho Magro, dei comigo a olhar para os dois portados que se podem ver na imagem aqui postada e a perguntar ...