quinta-feira, abril 05, 2007

OS NOSSOS TESOUROS


O CHAFARIZ DE SÃO MARCOS

Construído no século XVI, tem as armas de D. Manuel I, ladeadas pela Cruz de Cristo e pela esfera armilar. Está classificado como Imóvel de Interesse Público pelo Decreto nº 95/78, DR 210 de 12 Setembro 1978.
É caso para dizer: “Pois, pois… lá que ele está classificado como imóvel de interesse Público é um facto, o pior é passar por lá e ver o mau estado em que ele se encontra…”
Custa-me a compreender a falta de sensibilidade por parte dos nossos responsáveis autárquicos na
manutenção destes pequenos “Tesouros” da nossa cidade.
O largo de S
ão Marcos, apresenta hoje uma cara lavada, (fruto da recuperação de algumas casas no local) pena é que o seu mais conhecido e velho habitante – o Chafariz de São Marcos, se encontre desamparado e desprotegido por quem tem a obrigação e o dever de zelar por ele.
Para o presidente na nossa autarquia aqui fica um apelo: Senhor presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, limpar e reparar o granito, pintar as paredes laterais do Chafariz e limpar o tanque é tudo o
que o nosso pequeno “tesouro” necessita.
O Albicastrense

5 comentários:

  1. E o ex-IPPAR, o que fez? Se calhar nem o visitou

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:38

    Eles querem lá saber do chafariz!!!E o tunel que se passa com ele? Cada ves que chove fica cheio de água.

    ResponderEliminar
  3. Para além de ser necessário proceder às limpezas e reparações exigidas acho importante colocar um placar de informações relativas a este nosso "tesouro". Pois muitas pessoas passam por lá e nem imaginam os séculos que o chafariz tem (eu também não sabia).

    ResponderEliminar
  4. Pois e caro amigo, sabe essas pequenas obras, como nao envolvem grandes somas nao sao do interesse autarquico. (ler, do interesse dos "patos bravos")
    Em pequenas somas, nao ha possibilidades de derrapes orcamentais!!!

    Um abraco d'Algodres e feliz Pascoa.

    ResponderEliminar
  5. Esse é o local das minhas brincadeiras de infância. É o local onde cresci e me tornei mulher. Esse é o local que ainda faz parte da minha vida. Tenho um imóvel no Largo, um desses que pertence às casas recuperadas do local, e ninguém imagina as dificuldades com que nos enfrentámos com o IPPAR, por causa de estarmos muito perto do Chafariz, mas o chafariz em si, ninguém faz nada por ele... é triste e deixa-me revoltada.

    Gostei muito de ver tocado este assunto.

    ResponderEliminar

A RUA DA MINHA ESCOLA – (VII)

        (ESCOLA DA SENHORA DA PIEDADE)                          O que sabemos nós da rua da nossa escola primária? João Evangelista...