segunda-feira, junho 08, 2009

BORDADOS DE CASTELO BRANCO



A NOSSA MAIOR RIQUEZA
A pedido de alguns visitantes aqui ficam algumas fotografias de bordados de Castelo Branco

O Albicastrense

10 comentários:

  1. Anónimo23:06

    Boas!
    Não tenho a certeza se é a maior riqueza de castelo branco, mas a ser, por que não se divulga mais ou se incentiva mais?

    ResponderEliminar
  2. Caro anónimo.

    A sua pergunta é muito clara!
    “ Por que não se divulga mais ou se incentiva mais, o nosso bordado? ”
    Vou responder-lhe com algumas perguntas que gostaria de fazer a quem tem responsabilidades, sobre os bordados de Castelo Branco.

    Por que razão, está a Oficina Escola de Bordados do Museu Tavares Proença a falecer lentamente?

    Por que razão, anda o tão proclamado certificado do bordado de Castelo Branco a passo de caracol?

    Por que razão, se preocupam algumas mentes “brilhantes” em desenvolver programas informáticos para desenhos de bordados, quando a sua utilidade é, mais que duvidosa?

    Por que razão, quer a nossa autarquia fazer um museu do brinquedo, quando a Oficina Escola de bordados do museu, está a sucumbir do local que lhe deu guarida nos últimos 33 anos?

    Poderia ainda argumentar sobre a formação das bordadeiras dada por esta e aquela associação.
    Dos dinheiros que vêem da comunidade europeia para apoiar os bordados mas cujos resultados não são visíveis.
    Enfim meu amigo… um mundo de perguntas, que segundo pense ninguém irá dar respostas.

    Politicas meu amigo!…

    ResponderEliminar
  3. Anónimo10:32

    Não há dinheiro para os bordados mas há dinheiro e muito para os BRINQUEDOS
    A região já tem um musue do género.
    E Portugal uns quantos.
    O Morão não tem imaginação? Vai atras de maus conselheiros? Esgotou culturalmente
    É só CArgaleiro ou brinquedos? Pouco muito pouco para uma pessoa com tantos pergaminhos. Ele é que diz que tem...
    A obra de betão não é nada como o tal auditório do gelo.
    Faça lá um post sobre isto tudo sff.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo20:55

    Olá,
    Nem de propósito, ontem fui a Castelo Branco porque estou de férias e procurei por uma loja que vendesse o material para os bordados de que gosto muito. Indicaram-me uma loja e fui muito bem atendida. Até trouxe o contacto da pessoa, para qualquer dúvida, já que sou novata nestas andanças...Há muito que procuro quem me ensine o ponto, mas nada! Casualmente há tempos encontrei uma revista que ensina imensos pontos destes bordados e vou tentar.
    Era bom que o Sr. Veríssimo colocasse esquemas de pontos (maneira como se fazem. Há muitas pessoas que procuram e na net não há nada. Parece de facto que não querem dar a conhecer o ponto. Na net (YouTube) encontram-se "um mundo" de imensos pontos de bordados, crochet, malhas etc, etc. e até Arraiolos e do Bordado de C.B. NADA!!
    (Nota: estou como anónimo apenas porque não pretendo registar-me/abrir conta Google)

    ResponderEliminar
  5. Cara anónima.
    A sua sugestão é sem dúvida pertinente, embora de difícil concretização por motivos que não vou agora mencionar.
    No entanto coloquei o seu comentário no último poste deste blog, para saber da opinião dos albicastrenses sobres este assunto.
    Ali pode ir acompanhando o que pensam ao albicastrenses da sua sugestão.
    Bem-haja por me ter colocado esta sugestão.

    ResponderEliminar
  6. pude vereficar as fotos dos bordados publicados no seu brilhante blog.
    Como todos os paineis e colchas tem um nome e os seis paineis das fotos apenas tem como titulo bordados de castelo branco, tomei a liberdade de enviar o comentario pois como fui uma das bordadeiras interveniente no curso onde foram feitos os tres primeiros paineis demostrados nas fotos, deixo aqui o nome deles :1º vaso chines, 2º Laço romantico e 3º vaso cantão.
    os nomes dos paineis foram atribuidos pela Sr D. Augusta uma das melhores conhecedoras dos pontos bordados da maior riquesa que a nossa cidade possui.

    ResponderEliminar
  7. Caro João.
    Antes de mais quer dizer-lhe que partilhe consigo no que diz respeito à D. Augusta, (como você lhe chama), para mim é simplesmente Augusta, uma vez que fui colega dela durante mais de 20 anos.
    Quanto aos nomes dos painéis o meu bem-haja pela informação, no entanto mais que os nomes, interessa divulgar aquilo a que eu chamei a nossa maior riqueza; que são efectivamente os nossos bordados.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Concordo perfeitamente em como os bordados são a riqueza dos albicatrenses, falo sempre neles em conversas sobre a minha terra natal! Gosto especialmente da árvore da vida!!!

    Fiquei contente por ver o video de Eugenia Lima que tem na barra lateral, é minha tia-avó!

    Parabens pelo blog!

    ResponderEliminar
  9. Fico muito feliz por concordar comigo, nesta minha afirmação.
    Sobre a sua tia-avó só pode dizer-lhe, que todos os albicastrenses, têm um enorme orgulhe nela.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  10. Anónimo19:15

    Concordo inteiramente quando se refere á Dona Augusta como a pessoa que mais entende, posso até dizer que não conheço outra pessoa que conheça tão bem o Bordado de Castelo Branco, admiro muito a senhora como pessoa e como mestra, pois o que sei do Bordado a ela o devo, só tenho pena que não lhe sejam mais gratos pelo que ela fez por essa riqueza da nossa cidade, pois o que sai das mãos daquela SENHORA são verdadeiras obras de arte, um muito bem-haja DONA AUGUSTA pelo que me ensinou. Espero, que a Escola Oficina que abriu recentemente na Cidade de Castelo Branco, faça do Bordado ainda muito mais do que algumas pessoas têm feito.

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...