terça-feira, março 29, 2016

TOPONÍMIA ALBICASTRENSE

RUA DO MURO
(ANTIGA RUA DO PÉ DO MURO)
RUA DO CAQUELÉ
(ANTIGA RUA DE JORGE BOINO E RUA DO CAQUELHE)

Tenho notícia da Rua do Pé do Muro (hoje conhecida por Rua do Muro) a partir de vários documentos quinhentistas, alguns dos quais irei sumariar por ordem cronológica.
Constituía então um arruamento que “corria” junto ao troço da cerca amuralhada da vila (o “muro”) virado ao Norte e compreendido entre as Portas de S. Tiago e da Vila, sem contudo estas serem atingidas pelas suas extremidades… Com efeito, a “ponta” inferior terminaria talvez na atual Travessa do Muro, que antes teria tomado várias designações (Rua de Álvaro Sola, Rua de Pedro Homem). Quando à “ponta” superior há várias hipóteses:
A) Acabaria no local, onde chega hoje a Travessa da Rua D’ Ega, correspondendo assim, inteiramente, à atual Rua do Muro.
B) A cerca de 80 metros daquela travessa, derivaria para a direita e depois à esquerda em direção à Porta de S. Tiago, mas sem a alcançar por ali se achariam então casas quintais e lagares…
De todos estes topónimos só o 1º aparece no rol de 1527. Dos dois restantes apenas tenho notícia documental a partir de 1761, mas tal facto não se pode considerar significativo, pois, como já vimos, Jorge Boino viveu em Castelo Branco e naquela zona durante o século XVI, sendo um dos capitães das ordenanças, organizadas em 1527…. Segundo o Cónego Anacleto Pires Martins, a Rua de Jorge Boino (assim chamada até 1834), correspondia ao troço superior da atual Rua do Muro.
Neste caso e de acordo com a hipótese a), ela substituiu a dita “ponta” da Rua do Pé do Muro (talvez a partir de meados do século XVI); seguindo, porém a hipótese b) somos levados a pensar que a referida derivação passaria a assumir (total ou parcialmente) um nome semelhante ao que ainda hoje ostenta (Rua do Caquelé), pois, em documentos do século XVIII, vai sempre mencionada por Rua do Caquelhe e antecedida pelas ruas de Jorge Boino, do Pé do Muro e de Pedro Homem.

Recolha de dados: “Subsídios para o Estudo da Toponímia Albicastrense do Século XVI”, de Manuel da Silva Castelo Branco.
O Albicastrense

Sem comentários:

Enviar um comentário

UM HOSTEL NA NOSSA ZONA HISTÓRICA

 (A CASA DA D. OLÍVIA)  Muitas foram já as vezes que aqui depositei tristezas sobre a nossa zona histórica, e muitas mais irão suced...