quinta-feira, abril 07, 2011

COMENTÁRIOS - XIII


O CHACAL DISSE...
Posso informar que hoje às 10 horas da manhã andava uma máquina de uma empresa que faz obras para a câmara a arrancar as raízes dos cedros cortados. Pelos vistos estavam a ter bastante trabalho porque o raio das raízes não queriam sair. Tudo indicava que os cedros afinal de contas não estavam podres. Podre deve estar a sua consciência. Agora estão com pressa de esconder a barbaridade que cometeram para não serem censurados por todos os que forem à festa da Sra. de Mércules. Esta gente são uns hipócritas. Têm a religião na boca, mas não no coração.
Comentários para quê! As palavras do Chacal são mais que suficientes...
Quarenta Albicastrenses presentes na praça do Município, pelos quarenta cedros abatidos na Sra. de Mércules. É a acção proposta por este albicastrense, aos homens e mulheres da minha terra, para o dia feriado da nossa cidade. Quarenta albicastrenses silenciosamente durante uma hora, na praça do Município, em lembrança dos velhos cedros, para recordar a quem mandou fazer esta barbárie, que o espaço da Sra de Mércules não é a quinta do (Ti Manel das Bolotas) onde ele pode por e dispor a seu belo prazer, mas antes, um local muito querido dos albicastrenses. Das 10.00 às 11.00 da manhã no dia feriado da minha terra, eu irei estar silenciosamente na praça do Município, a dizer a quem por ali passa, que de futuro não mais poderá ser possível este tipo de acontecimentos.
EU SEREI UM DOS QUARENTE!... E VOÇÊ ?
O Albicastrense

17 comentários:

  1. Boa tarde

    O meu amigo não os larga.
    Continue a apertar com eles mostrando-lhes as verdades para que eles saibam que há albicastrenses mais amigos da sua terra do que eles pensam,pois muitos deles nem sequer são da cidade.Com o poder ficam surdos,cegos e mudos. Para eles o património da cidade não conta,apenas o betão e o pó de pedra.
    Continue a lutar com a força que Deus lhe deu.
    Um abraço

    JJB

    ResponderEliminar
  2. Amigo JJB.
    As suas palavras são para este albicastrense, a maior recompensa que ele poderia recebe.
    Um abraço para si.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:09

    As obras estão autorizadas pelo IGESPAR?

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22:13

    Não há fotos do arranjinho?

    ResponderEliminar
  5. Carlos Vale02:54

    Com a ajuda do nosso amigo Chacal, muito atento, oportuno e certeiro, ficámos a saber:
    Que os responsáveis do abate dos cedros, "têm a religião na boca, mas não no coração".
    Mais: Que somos nós que vamos pagar a factura do crime do abate das árvores. Pois, pois...
    Se, é a Câmara a responsável das obras de retirar os vestígios do crime e reparar os estragos, é o mesmo que dizer que somos todos nós (contribuintes) que estamos a pagar.
    Fazem o mal e a caramunha.
    Não é justo.
    Carlos Vale

    ResponderEliminar
  6. Anónimo01:33

    Mesmo em cheio.
    Fizeram o mal e nós é que pagamos. Bem observado.
    Não consigo conter a indignação que senti, quando soube do derrube das árvores.
    E foi preciso ser na internet. Primeiro, no bloguer do Paco e mais tarde no do Verissimo.
    Já ao disse e volto a repetir: Estão a prestar um bom serviço à nossa terra e aos albicastros.
    Bem hajam.
    Zé do Telhado

    ResponderEliminar
  7. Anónimo19:54

    Portugal é um Estado democrático, republicano e laico.
    O que não quer dizer que seja anti-religioso.
    Nada disso. Não é anti, qualquer que seja a religião.
    Mas isso não dá o direito ao poder, qualquer que ele seja, de privilegiar qualquer uma delas.
    Não é o que está a acontecer?
    Sentinela da Noite

    ResponderEliminar
  8. Anónimo20:56

    As obras são ilegais. Onde está o projecto.? Quem o assinou? Quem paga? A capela está classificada a escadaria está na área de proteção ? Andaram a cimentar os muros? Quem autorizou? Isto é a república das bananas?Já não há Lesi. O que anda a fazer o IGESPAR?

    ResponderEliminar
  9. Anónimo04:04

    A conversa está interessante.
    Está, está. E, devia ser assim.
    Mas, não é o que tem acontecido.
    A verdade é que o Senhor Morão usa o cargo para, abusivamente, privilegiar e premiar uma delas.
    Com a assunção do pagamento das obras no caso das árvores e dos arranjos que dizem estar a ocorrer ou outros, não se estará a abrir procedentes dificeis de gerir?
    Que poderá acontecer, se outras instituições de fé, pedirem ajudas semelhantes?
    Para já, amanhã vou ver com os meus olhos.
    N.S.F.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo14:31

    Não é tabu falar sobre religião.
    Foi importante que alguém tivesse levantado o assunto. Tem razão quem disse que a conversa estava interessante. Não sei se vou dizer alguma heresia, mas parece-me, que foi por causa dos cedros que o tema apareceu. Ainda bem, porque as árvores merecem, visto a sua importância para a vida humana.
    E por tudo o que o que já foi dito, acho que valeu a pena ter dado uma volta pelos blogs, só é pena, que alguns se resguardem tanto. Não sei porquê. Qual é o problema?
    Por último, sou de opinião que o presidente da Câmara esquece o cumprimento da Constituição.
    Homem das Cavernas

    ResponderEliminar
  11. Anónimo02:28

    Constatando que a sociedade
    está cada vez mais bloqueada. Reconheço, que há alguns
    blog que podiam contribuir
    para uma maior
    abertura de diálogo.
    São de pessoas sabedoras.
    Cultas. Sabem comunicar.
    Mas...limitam a sua acção.
    Alguns, até fecharam
    os comentários.
    Resguardaram-se, como diz
    o Homem das Cavernas!!!
    Podem fazer muito mais.
    E deviam.
    Vai uma abertura?
    Zé do Telhado

    ResponderEliminar
  12. Amigo Zé do Telhado.
    Diz você: Vai uma abertura?
    “Mon ami”, este blogue é, (e será sempre) um local de dialogo sobre a nossa terra, tal como está escrito no seu cabeçalho.
    O resto fica para quem sabe e pode, pois, este albicastrense é uma ave demasiade solitária, para voar sobre outros temas.
    Um abraço deste albicastrense

    ResponderEliminar
  13. Anónimo19:54

    Claro, que este reparo não
    era destinado ao seu blog,
    que tem tido um papel
    importante.
    Com uma ou outra excepção,
    há quem podia fazer mais.
    Mas estão encolhidos.
    Fique descansado. Durma em Paz.
    Saúde para continuar.
    Zé do Telhado

    ResponderEliminar
  14. Anónimo17:03

    O Veríssimo assustou-se.
    Viriato

    ResponderEliminar
  15. Amigo Zé do Telhado.
    Claro que durmo descansado, embora ultimamente durma menos do que era habitual.
    Amigo Viriato, este albicastrense já andou por lugares onde realmente se assustou e até teve medo, porém, esses lugares eram outros lugares, e não locais onde apenas trocamos palavras e conversamos.
    Um abraço para ambos.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo14:58

    Pois a malta aqui só quer vinho e cerveja, e esbagiar umas cigarradas. Esta gente não se apercebeu que a A23 passa em Castelo Branco para facilçitar a descarga e camiões de lixo dos lisboas, o qual é depositado no aterro junto ao ponsul. Agora fizeram um desvio, e o lixo dos lisboas já nem entra na cidade, para não dar nas vistas. Meu povo, abram os olhos, deixem-se de vinho e cervejinhas, e exijam o que lhes pertence. Aqui o pessoal é pacifico, os amigos do sr. Oirão tem emprego, emprego não, tachos, os outros ficam com as panelas. Então agora o focrates já recouou com as portagens na A23? pois é, esta-nos a pedir votos, e o povo Pá, o povo levanta a calcinha e lá vai disto...!ai povo povo, nunca mais abres os olhos.

    ResponderEliminar
  17. Caro anónimo.
    A sua mensagem está afixada, porém tenho que discordar de si em relação ao vinho, cerveja e cigarradas.
    Também temos por aqui gente boa, honesta e acima de tudo trabalhadora.
    Quanto ao lixo e portagens, só posso concordar consigo.
    Quanto ao povo, ele dirá quando for votar.

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...