quarta-feira, janeiro 04, 2012

ZONA HISTÓRICA




A INVASÃO
DAS
CAIXAS METÁLICAS

Já aqui o afirmei por várias vezes, que um dos meus passatempos é passear pela zona histórica de Castelo Branco, contudo, por mais que por ali passe na expectativa de melhores dias, verifico que a esperança de melhores dias é todos os dias atropelada por medidas que me põem os poucos cabelos que ainda tenho, num alvoroço dos diabos.
Percorri desta vez, as ruas dos Ferreiros e de Santa Maria e para meu assombro, verifiquei que estas pobres e abandonadas ruas, tinham sido invadidas por medonhas caixas metálicas.
Na rua dos Ferreiros com pouco mais de cem metros de comprimento, aquartelaram seis caixas, na rua de Santa Maria com pouco mais de duzentos e cinquenta metros, (segundo pude constatar pelos buracos ali existentes na rua), vão alojar-se dezasseis caixas!
Caixas que conforme se pode ver pelas fotografias que ilustram este "poust", são uma autêntica vergonha para o local, vergonha que expande pela quantidade exorbitante de caixas e ainda, por serem colocadas nos dois lados da rua.
É caso para dizer: se uma caixa incomoda muita gente, um pelotão de caixas incomoda muito mais! A colocação deste tipo de caixas nas velhas rua da zona histórica da minha cidade, é no mínimo um acto de grande burrice, (isto para não dizer outra coisa).
Como se pode ver nas fotografias, alguém deu a palavra às caixas, colocando-as a fazer perguntas e afirmações, (plagiando os seus autores) este albicastrense pergunta igualmente aos mentores destas “magnânimas” caixas, o seguinte:

Será que numa época em que todos os dias somos surpreendidos com novas tecnologias, serão estas caixas a única alternativa possível para o local?


Será mesmo necessário utilizar os dois lados da rua para colocar estas malfadadas caixas?

Podia continuar com perguntas e mais perguntas, sobre o batalhão das caixas invasoras da zona histórica da minha cidade, contudo o melhor é ficar-me por aqui, não vá o diabo tecê-las e alguém resolver colocar-me à porta de casa, uma destas beldades.
Haja pachorra para mirar esta caixas e para olhar para quem decidiu a colocação delas, nas velhas ruas da zona histórica da minha terra.

O Albicastrense

4 comentários:

  1. Anónimo11:03

    Dizem que chove nas multas será verdade?
    O dito telhado da chuva foi todo reparado há poucos anos.
    De quem será a culpa
    Do Telhado
    Do Empreiteiro
    Do Adjudicador
    Assunto a merecer investigação dos que estão debaixo do dito telhado.

    ResponderEliminar
  2. Para os dois visitantes que aqui deixarão comentários.

    Inadvertidamente apaguei dois comentários que eram para publicar, pedia aos seus autores, que os voltassem a fazer, para que eu os passa publicar.
    Aos seus autores as minhas desculpas.

    ResponderEliminar
  3. Caro amigo
    Só hoje por disponibilidades lhe volto a escrever. Como amante,que é, da sua cidade, envio-lhe um site que um albicastrense me enviou recentemente e como não sei se o conhece ou não, aí vai:

    http://www.youtube.com/watch?v=ozEmmr1747E&feature=youtu.be

    Diz respeito ao relógio da nossa cidade.

    A propósito;funciona mas as horas deixaram de ser musicadas,porquê?
    O sistema foi desactivado ? Avariou? Ou é ignorancia dessa situação de quem é responsável pelo pelouro que o gere?

    Sendo um dos icones mais representativos da cidade seria bom que os seus sons voltassem a ser ouvidos na cidade.
    Haja quem faça força para que isso aconteça.
    Um abraço
    JJB

    ResponderEliminar
  4. Amigo J.J.B
    Vou tentar saber alguma coisa sobre o assunto, depois digo alguma coisa.
    Um abraço deste seu amigo.

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...