sexta-feira, agosto 30, 2013

POETAS DA MINHA TERRA


CADA DIA SE FAZ....

Cada dia se faz alçando a pedra
ao cume da montanha, ingloriamente -
o corpo esfacelado ao alto leva
aquele peso enorme, de repente

ralando para baixo p'ra que s'erga
de novo até ao alto, e outra vez e sempre,
o suor escorrendo-me disperso
por todo o corpo confundindo a mente.

E é este o meu diário repetido
com gestos com sentido mas inúteis
como se fossem ferro de castigo.

A pedra mais parece algo de fútil
neste jogo que ainda não perdido
porém nada me mostra de seguro.

Poema que consta do livro, "Sonetos do Interregno" de António Forte Salvado, editado em 2013.
Albicastrense 

Sem comentários:

Enviar um comentário

EFEMÉRIDES MUNICIPAIS – CXIX

A rubrica Efemérides Municipais foi publicada entre Janeiro de 1936 e Março de 1937, no jornal “ A Era Nova ”.  Transitou para o Jorna...