sexta-feira, setembro 29, 2017

EFEMÉRIDES MUNICIPAIS – CXXII

A rubrica Efemérides Municipais foi publicada entre Janeiro de 1936 e Março de 1937, no jornal “A Era Nova”. Transitou para o Jornal “A Beira Baixa” em Abril de 1937, e ali foi publicada até Dezembro de 1940.
A mudança de um para outro jornal deu-se derivada à extinção do primeiro. António Rodrigues Cardoso, “ARC” foi o autor desde belíssimo trabalho de investigação, (Trabalho que lhe deve ter tirado o sono, muitas e muitas vezes).

(Continuação)
Vem agora a sessão de 8 de Fevereiro de 1807.
A ata respetiva apanha perto de cinco paginas, mas resume-se em pouco.
Francisco António Peres requereu que o dispensassem de depositário do povo de Monforte e foi substituído por Joaquim José Mendes Fevereiro.
O povo de Monforte requereu que o guarda de folha do pão pudesse acoimar “em todos os lugares coimares e vedados”, recebendo por cada cabeça de gado que multasse dez réis, “e o dobro, se fosse fora do termo”, e o requerimento foi deferido, ficando o guarda “obrigado assenta-las no livro como as das justiças”, quando as coimas excedessem a quantia de trezentos réis.
O escrivão de Câmara ficava impedido, “sob pena se suspensão”, de passar “mandado algum de crescente para cobrança”, quando o aumento do ordenado não constasse de provisão régia.
O carcereiro ficava com o ordenado anual, de oitenta mil réis, “com o correspondente azeite”.
E fazia-se isto, “atentas as mantas dos presos que tem que fazer este concelho para elas não chegar o seu rendimento”.
O alcaide, porque tinha muito trabalho, é que ficava a receber mais seis mil e quatrocentos réis.
(Continua) 

PS. Aos leitores dos postes “Efemérides Municipais
O que acabaram de ler é uma transcrição do que foi publicado na época.
 O Albicastrense

Sem comentários:

Enviar um comentário

ACTA CAMARÁRIA DE 1655

“ E logo na ditta Camara deu lee bernardo do vale porteiro da Camara que hu dos escriptos que se fiseram em ela naforma que he costume ...