terça-feira, outubro 10, 2006

AS TASCAS DA MINHA CIDADE

A
TABERNA
DO FERNANDO

As tabernas, (ou tascas como era vulgar chamar-lhes), são hoje em dia locais praticamente extintos em Castelo Branco, e foram poucas as que conseguiram sobreviver à “terrível doença” dos cafés, ou snack-bares, que há alguns anos invadiram a nossa cidade.
Porém meia dúzia das muitas tascas
existentes na nossa cidade, conseguiram sobreviver a esta “horrorosa praga”, através de um novo medicamente chamado “Caturrice” que temporariamente as vai salvando, não se sabendo até quando.
Visitei há dias uma das últimas tascas que ainda existem em Castelo Branco. Conhecida durante muitos e muitos anos pela tasca do Tomé ou Castanheira, anos depois por morte ou trespasse destes, passou a chamar-se tasca do Cardoso, (o novo proprietário), porém á alguns anos em virtude de novo trespasse, passou a chamar-se a Taberna do Fernando.
A Taberna do Fernando tem residência na rua de St. Maria e durante o ultimo trespasse sofreu algumas obras. Porém neste caso,
é caso para dizer que foi mesmo para melhor. O granito que até então estava rebocado é hoje visível, dando ao local um ar medieval muito interessante.

Para quem tiver saudades destes sítios,

vá até lá um dia destes beber um copo!

O Albicastrense

8 comentários:

  1. O que é que o Mestre está a emborcar?

    ResponderEliminar
  2. O Mestre a emborcar Batista?
    O Bispo já ganhou juízo, agora é quase só aguinha do luso.

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem, eu também ganhei juízo, nesse aspecto

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:00

    agora os muitos miudos que frequentam a tasca chamam-lhe "saloon", por causa das portas a dar pro western.
    é frequente ouvir música punk e metal sair das portas do saloon...
    espero que continuem...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo11:12

    até quem fim !!!

    ResponderEliminar
  6. Paulo Bispo11:14

    Não tinhas outra foto para por aí?
    Tinhas logo ke fotografar o meu pai de copo na mão.

    ResponderEliminar
  7. O homem já não pode ir a uma tasca, pois é logo acusado de estar a embarcar, é agua e do luso. Um abraço do teu tio Veríssimo Bispo.

    ResponderEliminar
  8. lidia06:48

    Viva a aguazinha , é sinal de saude !!!
    mais uma filha a qui passa.
    Obrigado pelo site enfim un lien com a minha enfancia!!!.
    lidia

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...