sábado, março 04, 2017

OS HENRIQUES DE PAIVA, DE CASTELO BRANCO – (III)

(Continuação)
António Joaquim comandou no posto de tenente uma companhia de caçadores, no combate de Proença-a-Nova às tropas de Junot, em 1808 “Duas companhias de caçadores, uma de Salvaterra do Extremo composta de 50 homens comandada pelo tenente António Joaquim Henriques de Paiva e outra de Monsanto de 45 homens que tinha por capitão Manuel Domingos Crespo, tenente o Lourenço Pires e alferes José Nicolau Beja, são mandadas para Proença.
De Coimbra é mandado o capitão de cavalaria Manuel de Castro Correia de Lacerda, inteligente e intrépido, que em 14 de Agosto de 1808 tomou o comando das duas companhias e do povo de Proença e seu termo, couraçado de patriotismo e armado de chuços, quando as espingardas faltavam….”
“No dia 17 concertam o piano de ataque e dá-se-lhe imediata execução. Em Rio Maior de Moinhos fica uma emboscada comandada pelo P. Beja para cortar a retirada aos franceses.
O resto entra em Abrantes, aos gritos de viva a Pátria e morram os franceses, rechaça a guarda que estava junto da igreja de S. Francisco e toma as saídas da vila. Os franceses, refugiados no quartel, ripostam com intensa fuzilaria. Então o P. Crespo faz subir ao telhado da igreja de S. Vicente alguns bons atiradores donde varejam os que se atrevem aparecer às muralhas.
E quando, perdida a esperança da vitória, os franceses procuram a salvação na fuga, esta é-lhes cortada, tendo de render-se 117 soldados e deixando 52 mortos”.
Gaspar Henriques de Paiva vem citado no processo da inquisição de Coimbra, no caso dos paios e presuntos da sua quadra de estudante da Faculdade de Cânones, assunto versado mais adiante com a nota biográfica do Dr. Manuel Joaquim, e de quem não conhecemos outras notícias.
Os avós paternos, Gaspar Rodrigues de Paiva, de Proença-a-Velha e Maria Nunes Ribeiro, de Monforte de Beira, residiam em Penamacor.
(Continua)
Recolha de dados “Estudantes da Universidade de Coimbra
Naturais de Castelo Branco”. Da autoria de, Francisco
Morais e José Lopes Dias.
O Albicastrense

Sem comentários:

Enviar um comentário

EFEMÉRIDES MUNICIPAIS – CXIX

A rubrica Efemérides Municipais foi publicada entre Janeiro de 1936 e Março de 1937, no jornal “ A Era Nova ”.  Transitou para o Jorna...