segunda-feira, junho 25, 2007

RUA DO ARCO DO BISPO

ZONA HISTÓRICA
De
CASTELO BRANCO

“A Zona da nossa tristeza”

Na minha mais recente visita à zona histórica da nossa cidade observei situações de tal forma deprimentes, que decidi escrever alguns neste post, sobre a triste situação daquela zona, que de histórica só resta o nome.
Comecei com a casa abandonada na praça Camões, segue-se o arraial de fios na rua do Arco do Bispo.
Esta rua começa junto à Capela de Santo António e finda no largo Camões, porém mesmo à entrada do arco do Bispo é possível assistirmos a um espectáculo digno de uma qualquer cidade dum pais subdesenvolvido.
A fotografia aqui apresentada mostra-nos essa encenação de fios que passam de um lado da rua para o outro, como se de um arraial de fios se tratasse, em tempo de romaria.
Os fios encontram-se como se pode ver na foto, a cerca de três metros do chão, havendo um que puxa os outros e que depois á atado a um puxador de uma das portas ali existentes (nem Steven Spielberg se lembraria de tal enredo para o seu próximo filme).
Não sei de quem é a responsabilidade desta triste situação! Ainda mais quando ela acontece perto de um dos mais bonitos monumentos da nossa cidade (Arco do Bispo). O que sei é que ao passar por aquele local pergunto a mim mesmo… que raio de “gente” temos nós Albicastrenses a gerir a nossa cidade?

É caso para dizer tenham vergonha na cara, meus senhores
.

O Albicastrense

2 comentários:

  1. Cá de longe, não posso deixar de ficar indignado com o que é evidenciado por este post. Sou albicastrense, também. Acho que o pessoal daí nunca vai entender como os países modernos, como o Brasil ( que até já nem é tão moderno assim, né?!!!) dão valor á falta de casario antigo e ruas históricas.
    Achei este blog muito interessante, e acho que você está de parabéns.
    Por acaso não há nada sobre a Rua D.Jorge da Costa ? è a primeira á direita, descendo dos 3globos em direção ao Cansado. A rua do 14 ( não sei se ainda existe, mas vc deve lembrar-se )

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Caro Henrique Mendes
    Em primeiro lugar o meu bem-haja pela suas palavras, de seguida quero dizer-lhe que vou aproveitar a sua dica para escrever brevemente na rubrica toponímia albicastrense um post sobre esta rua.
    Quanto a D.Jorge da Costa, (também conhecido pelo Cardeal de Alpedrinha), posso dizer-lhe que: D. Jorge da Costa nasceu em 1406, na Vila de Alpedrinha, filho de Martim Vaz e de Catarina Gonçalves.
    Estudou em Paris e foi prelado em várias dioceses: Bispo de Évora, Arcebispo de Lisboa e Arcebispo de Braga .
    Foi eleito Cardeal pelo Papa Sisto IV, em dezembro de 1476, com o título dos Santos Pedro e Marcelino. Morreu em 1509 em Roma, onde está sepultado num túmulo magnífico, na Igreja de Santa Maria del Popolo.
    A Igreja da Misericórdia de Alpedrinha, em 2006 comemorou os 500 anos do seu nascimento, foi um convívio e de reflexão onde convergiram convidados de honra por parte da Câmara Municipal de Fundão que patrocinou as comemorações, e da Misericórdia local em que todos se empenharam em lembrar e consagrar o se nome.

    ResponderEliminar

A RUA DA MINHA ESCOLA – (IX)

(ESCOLA DO BONFIM)                               O que sabemos nós da rua da nossa escola primária?    (Rua do Bonfim)         ...