quinta-feira, março 06, 2008

Castelo Branco na História XVII

(Continuação do número anterior)

Pela leitura do auto lavrado em 1753, do qual se faz uma transcrição integral por se julgar interessante pela exuberância de pormenores, pode fazer-se uma ideia do antigo palácio do castelo, sabendo-se que uma vara equivalia ao comprimento de 1,099, isto é a 5 palmos, de 0,2198.

“Medição e descrição do palácio dos comendadores se Santa Maria da vila de Castelo Branco”.

Está o dito palácio fundado dentro do castelo da dita vila sobre um monte em cujas faldas para a parte do nascente, está situada a vila de Castelo Branco.
Entrando pela porta principal da muralha, fica à mão direita junto da capela-mor da Igreja de Santa Maria a porta principal do palácio, que è de pedra de cantaria e as suas portas de madeira chapeadas de ferro; tem a dita porta de altura três varas e de largura duas e meia, e à entrada desta está um pátio que tem o comprimento de 25 varas e 4 palmos e de largo 15 varas a 4 palmos; à mão direita da entrada do dito pátio esta um quarto com um balcão para onde se sobe por uma escada de pedra de 12 degraus e tem o dito quarto duas portas em cima do dito balcão e duas janelas na sua parede que caem sobre o pátio; e para a parte da vila tem viradas três janelas; era o dito quarto uma sala grande e se acha ao presente dividida em quatro quartos, dois dos quais são de telha vã e outros forrados de madeira.

Há debaixo do dito balcão um arco de pedra para onde se entra para a loja que serve de cavalariça e tem o dito quarto de comprimento 18 varas e 2 palmos e de largo 6 varas e 1 palmo.
Há no dito pátio um jardim cercado de pedra de cantaria de almofadas, que tem de largo 7 varas e 4 palmos e de comprido 9 varas e meia; Tem algumas árvores de espinhos e à roda seus jasmineiros.
Fica o dito jardim debaixo da galeria que o dito palácio tem sobre o dito pátio, que consta de 4 janelas rasgadas. Na parte esquerda da entrada do dito palácio está uma cisterna com as suas guardas de pedra de cantaria e por esta mesma parte cerca o dito pátio uma parede em que está uma porta que vai para uma cerca detrás da igreja de Santa Maria, que tem de circunferência 152 varas e 4 palmos e fica toda tapada com a parede da dita igreja pela parte por onde se entrava para a tribuna que os comendadores tinham na mesma.
Dentro da dita cerca estão umas casas térreas, que serviam antigamente de armazém para tesouro e munições de guerra: estão ao presente quase arruinadas, tem duas portas para a cerca e de comprimento 19 varas e 4 palmos e de largo 4 varas.


17/103

PS. O texto é apresentado nesta página, tal qual foi escrito na época.
Publicado no antigo jornal Beira Baixa em 1951
Autor.
M. Tavares dos Santos

O Albicastrense

1 comentário:

  1. Anónimo09:56

    quanto ao castelo dos templarios estamos todos de acordo

    mas um se não

    como é a ultima obra do PR quim

    estou com medo que mexa tanto no castelo como mexeu no parque e que a torre de menagem ainda fique ao contrario

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...