sábado, maio 24, 2008

A Oliveira

As fotografias aqui apresentadas, foram tiradas por mim a pedido de um amigo para um determinado trabalho. Porém, ao contemplar estas fotografias, não resisti à tentação de apresentar neste blog, três deste conjunto de fotografias. As oliveiras, são árvores que nos habituamos a ver com tal regularidade na nossa Beira, que já nos esquecemos por vezes de olhar bem para elas e perguntar a nós próprios…. Como pode uma oliveira viver tantos e tantos anos e ter tal beleza!!!

AS OLIVEIRAS

São árvores baixas de tronco retorcido nativas da parte oriental do Mar Mediterrâneo. De seus frutos, as azeitonas, os homens no final do período neolítico aprenderam a extrair o azeite. Este óleo era empregado como unguento, combustível ou na alimentação, e por todas estas utilidades, tornou-se uma árvore venerada por diversos povos. A civilização minoana, que floresceu na Ilha de Creta até 1500 a.C., prosperou com o comércio do azeite de oliva, que eles primeiro aprenderam a cultivar. Já os gregos, que possivelmente herdaram as técnicas de cultivo da oliveira dos Minóicos, associavam a árvore à força e à vida. A oliveira é também citada na Bíblia em vários passagens, tanto a árvore como seus produtos. Há de se fazer nota ainda sobre a longevidade das oliveiras. Estima-se que algumas das oliveiras presentes na Palestina (ou para alguns Israel) nos dias actuais devam ter mais de 2500 anos de idade.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O albicastrense

Sem comentários:

Enviar um comentário

AO PRESIDENTE DA AUTARQUIA ALBICASTRENSE - (II)

Hoje ao passear pela rua Mousinho Magro, dei comigo a olhar para os dois portados que se podem ver na imagem aqui postada e a perguntar ...