quinta-feira, agosto 20, 2009

CIDADE DESCARACTERIZADA

Para quem não teve a oportunidade de ler esta semana no jornal, “povodabeira” o artigo de opinião da autoria de João Paulo Benquerença, aqui fica ele á disposição dos visitantes do blog "O Albicastrense".
PS – O albicastrense que assina por baixo este artigo de opinão... só lamenta que este tipo de artigos de opinião, apareçam unicamente em alturas eleitorais.
O albicastrense

14 comentários:

  1. Anónimo09:16

    PLENAMENTE DE ACORDO A ANSIA E GANANCIA AO ESTILO DA VENANCIA POR AQUI REINAM. QUEM VINHA DA IDANHA PARA MUDAR, MUDOU MAS AO SABOR DOS PODEROSOS DE SEMPRE OS EMPREITEIROS
    E FOI UM REGA BOFE GASTAR,REMENDAR ESBANJAR TUDO EM PROL DA PEDRA
    NA IDANHA HAVIA O HOMEM DE FERRO
    EM CASTELO BRANCO TEMOS O HOMEM DE PEDRA
    P.s.- urgente daqui a 4 anos novo presidente para requalificar
    ROBIN DOS BOSQUES

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi hoje colocado num poste feito em Junho deste ano e cujo tema eram os nossos bordados.
    Por achar que o mesmo passaria despercebido, (pois o poste tem mais de dois meses) e pela sua importância, transportei esse comentário para este poste, por entender que o mesmo toca um assunto que merece ser discutido.

    Anónimo disse...
    Olá,
    Nem de propósito, ontem fui a Castelo Branco porque estou de férias e procurei por uma loja que vendesse o material para os bordados de que gosto muito. Indicaram-me uma loja e fui muito bem atendida.
    Até trouxe o contacto da pessoa, para qualquer dúvida, já que sou novata nestas andanças... Há muito que procuro quem me ensine o ponto, mas nada! Casualmente há tempos encontrei uma revista que ensina imensos pontos destes bordados e vou tentar.
    Era bom que o Sr. Veríssimo colocasse esquemas de pontos (maneira como se fazem. Há muitas pessoas que procuram e na net não há nada. Parece de facto que não querem dar a conhecer o ponto. Na net (YouTube) encontram-se "um mundo" de imensos pontos de bordados, crochet, malhas etc, etc. e até Arraiolos e do Bordado de C.B. NADA !!
    (Nota: estou como anónimo apenas porque não pretendo registar-me/abrir conta Google)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:37

    Olá Sr. Veríssimo
    Obrigada pela sua atenção em colocar aqui o meu comentário sobre os bordade e vamos esperar reacções.
    Cumprimentos.
    Laura

    ResponderEliminar
  4. Zé do Telhado03:23

    O Sr. Benquerença tem razão em muitos aspectos que agora foca. Para sermos sinceros, já há muito que aqui no Albicastrense, em outros blogs e também na imprensa que os assuntos já foram alvo de debate. Embora atrasado, seja benvindo. Mais vale tarde do que nunca.
    Mas ao ler o artigo, há partes que me intrigam:
    1ºPara quê tanto arrazoado para com sua excelência o presidente?
    2ºNão está esquecer "ligações",
    como diz Robin dos Bosques, que ajudaram a descaracterizar a cidade?
    3ºQue que esses "corpos estranhos" prejudicam a cidade e também a acção do P.S.D.?
    É que,embora ainda não tenha visto as listas completas, há alguns desses "corpos estranhos" nas listas do P.S.D.!
    Fora os que deram o conveniente salto para o inimigo!
    Zé do Telhado

    ResponderEliminar
  5. Só por curiosidade. Que, é este João Paulo Benquerença?


    Abraço

    Joaquim Baptista

    ResponderEliminar
  6. Viriato13:59

    Penso que é deputado municipal pelo PSD.
    Viriato

    ResponderEliminar
  7. Batista.

    Soube através do jornal reconquista que ele é candidato á Junta de Freguesia da nossa cidade Pelo PSD.

    ResponderEliminar
  8. Viriato14:39

    O Zé do Telhado faz perguntas muito pertinentes. Parecem-me, até, muito mais que perguntas...
    Por aí, há muito que se comenta ligações politicamente anti-natura,mas bastante rentáveis a nível financeiro. Até se fala de recentes mudanças em sociedades muito activas,com entrada de novos sócios ou a compra pura e simples.
    Ainda agora regressei de curtas férias e já dei conta destes esquisitos,ou talvez não,negócios.
    Não me digam que os deputados municipais do PSD não sabem ???
    Viriato

    ResponderEliminar
  9. Anónimo15:59

    VAMOS LÁ VÊR PENSAVA QUE A COR NÃO IMPORTAVA SENHOR JOAQUIM BATISTA
    SÃO AS IDEIAS E A PESSOA
    NA FLORESTA ACOLHEM-SE TODOS EM PROL DO OBJECTIVO COMUM A JUSTIÇA
    ROBIN DOS BOSQUES

    ResponderEliminar
  10. Zé Enganado21:37

    Pois é sim senhor, há por aí operações de compra e venda em cascata. Porque será?
    Vender entre oficiais do mesmo ofício deve ter a ver com tácticas e estratégias. Ou as areias estão muito movediças ou alguma vaga de fundo está em marcha. Ou serão as duas coisas?
    É esperar para ver.
    Zé Enganado

    ResponderEliminar
  11. Cara Laura.
    Parece que ninguém está interessado em falar sobre a sua questão. Resolvi por isso dizer-lhe o seguinte: Os pontos do bordado de Castelo Branco são muitos e ensinar ou explicar aqui como se fazem esses pontos é muito complicado, para não dizer impossível. Diz que gostaria de aprender a fazer o nosso bordado! A única ajuda que lhe posso dar, é informa-la que de vez enquanto, existem associações na nossa cidade que promovem cursos de bordados.
    Cursos… que pode frequentar se tiver disponibilidade para isso.
    Quanto aos pontos aqui ficam os nomes de alguns.
    O ponto que mais se aplica nos bordados é o cheio frouxo ou ponto largo.
    Aparece em todos os trabalhos, mas predomina nos de carácter popular acompanhado de outros mais simples.
    Os pontos mais conhecidos, são os pontos: atrás, asna, cadeia, coroa espinha, embutido lançado, lançado espinhado, frouxo grilhão margarida, recorte simples, recorte contrariado, galo, galo travado, galo com variantes, nó, fundo, matiz, formiga, pena e por fim… o pé de flor.
    Existem ainda outros pontos… alguns de origem oriental e são normalmente utilizados colchas mais ricas, também intituladas de eruditas.
    Temos ainda os motivos utilizados nos bordados que são muitos e por isso não dá para lhos indicar. Para terminar informe-a que existem livros sobre bordados á venda. O problema é que estão quase sempre esgotados.

    ResponderEliminar
  12. Zé do Telhado00:45

    Com desculpas para a Laura.
    Além dos pontos dos bordados há os pontos dos passarões,os pontos dos venâncios,os pontos dos benjamins, os pontos dos tom nilhas ou será milhas, de milhares e mais os pontos de quem lhes dá cobertura.
    É um fartar vilanagem.
    Zé do Telhado

    ResponderEliminar
  13. Anónimo22:30

    Eu agradeço a sua atenção, Sr. Veríssimo. Eu por mim já consegui "orientar-me". A ideia, era dar a conhecer às pessoas os pontos do bordado. Quem não mora em Castelo Branco ou arredores tem de facto a vida dificultada, que é o meu caso que moro em Lisboa.

    Quando ao Zé do Telhado, já reparei que tem um bom sentido crítico, com humor...
    Cumprimentos
    Laura

    ResponderEliminar
  14. Anónimo03:11

    Não tenho o prazer de o conhecer,Sr
    João Paulo Benquerença mas uma coisa é certa, tão pouco me interessa saber se é do PSD ou não, como aqui chegam estúpidamen- te a perguntar...Para mim o que
    importa, é a análise realista e
    "Desinteressada",que faz sobre
    a cidade, coisa que poucos sabem
    fazer.
    Agradeço desde já,como Albicastrense, este seu pertinente artigo,mas julgo que infelizmente
    irá servir de pouco, uma vez que em
    Castelo Branco já não há "Espírito Comunitário".Esse sentimento, agora deu lugar a um outro de nome
    "Espírito Espectáculo".
    Este Presidente da Câmara, DESRESPEITOU OS SEUS ANTECESSORES,destruindo "Património à Cidade",e tudo o que é verde,
    substituiu por granito.Pode ser que
    em breve, eu o veja construir a sua
    própria lápide politica em granito!
    Um grande abraço para si amigo Veríssímo, que tem sido uma pessoa
    da maior utilidade para a nossa
    terra, através do seu Blog e das
    suas ideias interessantes.
    O meu obrigado como Albicastrense.

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...