sábado, novembro 20, 2010

CASTELO BRANCO - 2010



IMAGENS DA MINHA CIDADE - (Fotos de V/Bispo)

O Albicastrense

12 comentários:

Anónimo disse...

São estas novas praças (e respectivo bunker) preferíveis à reabilitação dos jardins que aí existiam antes?

fuloyop

António Veríssimo disse...

Caro fuloyop.
A sua pergunta aqui fica.
Vamos aguardar pela resposta dos visitantes do blogue.
o albicastrense

Anónimo disse...

O que tem acontecido à nossa cidade é, de facto, para ficar "fulo" e "yop" porque, pelos vistos, vêm aí, mais trampa.
Homem das Cavernas

Anónimo disse...

è uma tristeza e vai continuar. será que no staff do gabinete do Morão ninguém sabe distinguir a diferença entre terra e betão?

Anónimo disse...

MAIS UM PARQUE DE ESTACIONAMENTO E JARDIM DE PEDRA.
FPNTE SEGURA É AO LADO DA RUA REI D. DINIS.
LEVANTAMENTO DA TERRA COMO AS ÁRVORES DA AVENIDA.
QUEREMOS TERRA NÂO BETÃO
TERRA PARA O FUTURO. NÃO O BETÂO DO MORÃO E DO SEU CAOS URBANO.

Anónimo disse...

É verdade, assino pela verdase
J. Robalo de Andrade

Anónimo disse...

estacionamento subterrâneo ao lado da d.dinis?
mas onde é que isso cabe?
dentro do poço da paqueixada?
ktas bicicletas?

alguém explica esta história melhor, faxavor...

renthic

Anónimo disse...

Rua do Rei D. Dinis número 22.Há um portão e lá dentro um espaço - jardim com árvores.Há que betonar.

Anónimo disse...

Mas isso é um comentário do que poderá acontecer ou está realmente confirmado que vai suceder?

dronsese

António Veríssimo disse...

Ao visitante que aqui colocou o assunto relativo ao jardim da rua D. Dinis.
O jardim de que fala, pertence ao palacete que fica na rua João Carlos Abrunhosa. Este jardim era no início do século XIX uma quinta que abrangia toda aquela zona e onde mais tarde, foram construídos um conjunto de edifícios, tais como, o café Avis, o Banco de Portugal e toda aquela carreira de prédios.
No entanto por detrás desses edifícios ficou o jardim que menciona e que pertence como já disse, ao palacete referido.

Anónimo disse...

E umas fotos do jardim não há?

António Veríssimo disse...

Caro Anónimo.
Infelizmente nunca lá consegui entrar.
segundo penso só se consegue ter acesso a ele através do tal palacete. Porém ainda não desisti de um dia conseguir fotografa-lo.
Um abraço