quarta-feira, março 09, 2011

SENHORA DE MÉRCULES - III


A MINHA T-SHIRT ESTÁ PRONTA....
Cerca de 48 horas após a publicação do segundo poste sobre a Sra. de Mércules, constatei que este este blogue teve 512 visitas.
Ou seja! Dois dias depois de ter proclamado neste blogue a minha “doidice”, mais de 500 pessoas tomaram conhecimento da dita cuja. “Doidice" que irei diariamente, (ser for necessário) continuar a dilatar neste blogue, para que de uma vez por todas este tipo de situações não volte a acontecer na minha terra.
Aos futuros visitantes e aos que já cá estiveram, só posso esgrimir que os 40 albicastrenses propostos para esta iniciativa simbólica, são uma gota de água, que pode regar muitas e muitas árvores, impedindo desta forma que elas possam continuar a ser vitimas, de incêndios provocados não por mãos incendiárias, mas por incúria de todos nós.
Para muitos este assunto não merecerá a importância que lhe estou a dar, até pode ser que assim seja, porém, é preciso não esquecer que o alarme para estes pequenos fogos, serve muitas vezes de motivação para evitar grandes incêndios. Este passo poderá ser o primeiro, para que de futuro os albicastrenses olhem para a sua terra, não com a indiferença com que o costumam fazer, mas antes com o carinho e o amor que ela bem merece.
O Albicastrense

9 comentários:

  1. Anónimo10:35

    Castelo Branco um cidade que não gosta de árvores? Ou os maus políticos ignorantes e soberbos (que não são organizados ) que temos? Vai à Amato( escola) e vê. Outro crime.Dizem que é para as obras do progresso.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:44

    Quando podre
    devem cair é do poder
    e não deitarem as arvores
    indefesas
    façam como outro
    oferece o jantar
    mas atenção
    não há almoços gratis
    estou a rasca de os ver pelas costas

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17:46

    Já há muito tempo (vários anos) que começaram a destruir as árvores desta cidade. Desde que o eucalipto tomou o assento da cm, desde que alguém lhe assobiou que ser pós-moderno era "fixe" e que dar uma imagem pós-moderna a uma pequena cidade, que deve é orgulhar-se do seu passado histórico e das suas ruas e praças que "respiram" a antigo, é que "estava a dar"; desde que destruiu o parque da cidade com árvores e flores que alegravam quem o visitava e o transformou num jardim de pedra; desde que destruiu praças e jardins com árvores e flores e os transformou em parques de estacionamento subterrâneos semi-desertos; foi aqui que começou a subversão da identidade de ser albicastrense. Mas os albicastrenses permitiram e infelizmente, só posso pensar, depois de tudo, que foi por ignorância, porque nem tudo o que é moderno é bom. Às vezes, ou quase sempre, é pior que o antigo. O progresso, muitas vezes, não tem nada a ver com a substituição do antigo.
    Abram os olhos.

    Menos do mesmo

    ResponderEliminar
  4. Amigo
    Ausente da cidade continuo a acompanhar o desenvolvimento da situação em causa.Embora no feriado da cidade não esteja presente, aqui, onde resido, usarei uma gravata preta em sinal de concordância com o protesto.
    No fim deste mês estarei por aí.
    Um abraço

    JJB

    ResponderEliminar
  5. Luís Barroso05:15

    É na Estrada Nacional 18, na Escola Amato Lusitano e na Senhora de Mércules as zonas onde os "talibans" cometeram os últimos atentados. Foram dizimadas dezenas de árvores centenárias sem dó nem piedade. Na última Assembleia Municipal denunciei publicamente este assunto e confrontei o Presidente Joaquim Morão. Não há política de preservação de árvores centenárias. Não há sensibilidade de quem detem o poder com o ambiente. A nossa imprensa está "amordaçada" e as Associações estão "refens", pois nada dizem ou divulgam. Estarei lá nessa manifestação, que devera ser não de 40 mas de 100, pelo menos.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo09:27

    Mais fotos dos atentados.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo13:42

    Ora aí está uma medida importante
    vai cortar luzes no Castelo
    Olha que corte nas entradas da cidade na zona industrial e na sua quinta da granja
    No ano ano novo foguetes Não
    No carnaval apareceu tal dinheiro
    estranho não é?
    O dinheiro da madeira da s mercoles pode ajuadar a pagar a Luz
    vejo-me arasca com estas atitudes

    ResponderEliminar
  8. Mané do Condado13:18

    Mas alguma vez esse poveco devoto do Moirão abre os olhos?
    Esse poveco não tem capacidade de análise, foram ensinados a fazer o que lhe mandam sem reclamar, ainda que esteja a fazer mal.
    Cala-te povo senão não tens dinheiro pás festas! O Coi, não temos dinheiro pás festas?Então abanemos o rabinho, e digamos Amen a tudo.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo21:26

    consta o abate das ditas foi por via de ali vir a nascer escadas semelhantes ás da Senhora do Almortão.
    E mais não digo
    Ganda Morão

    ResponderEliminar

MEMÓRIAS DE OUTROS TEMPOS - " O JÚLIO RAMOS DO CAFÉ ARCÁDIA"

O jornal “ Beira Baixa ” publicou em 1944, a pérola que aqui estou a postar.                            Não há no Mundo maior palp...