segunda-feira, julho 23, 2007

CURIOSIDADES ALBICASTRENSES - (XV)


CONJUNTO MUSICAL
“OS BEIRÕES”
Na pesquisa que actualmente faço na nova biblioteca albicastrense, sobre notícias, publicadas pelo antigo jornal a “Beira Baixa” cujo propósito fosse a nossa cidade, encontrei este pequeno bilhete-postal de boas festas, que me espevitou a curiosidade.
“O conjunto musical Os Beirões deseja aos seus clientes e amigos um Natal feliz e um Ano Novo muito próspero de 1944”.
Lanço aqui uma provocação a todos aqueles que visitam esta página:

Sessenta e três anos depois, estará algun destes nossos amigos ainda vivos?
Alguém os conhece, ou conheceu?

O albicastrense


6 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido falar deste conjunto.

    ResponderEliminar
  2. Batista também eu nunca tinha ouvido, ou lido, qualquer coisa a respeito deste agrupamento musical.
    O mais certo é estarem todos eles a fazerem tijolo,pois sessenta e três anos depois é muito tempo.
    Além disse todos eles apresentam já alguma idade.
    Fica o convite para quem souber alguma sobre eles.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo18:35

    eram muito modernos, com bateria e tudo, so faltavam as guitarras que nesse tempo ainda nao deviam existir.Nos anos 70 havia uns cromos que tocavam nos bailes do parque da cidade, nao havera fotos desses?

    ResponderEliminar
  4. Anónimo16:41

    É possivel que existam algumas,aonde não sei,e de cromos não tinham nada pelo menos havia alguma coisa no parque para haver diverção para a malta,e hoje o que é que há nada.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19:42

    Eu sou mais do tempo da festa da cerveja! que era bem boa e acabou-se para grande tristeza minha.

    Mas onde posso encontrar banda sonora destes senhores...os ditos Beiroes?
    Parabens pelo Blog

    Carla Martins

    Albicastrense de Gema

    ResponderEliminar
  6. Anónimo19:23

    Eu tambem sou do tempo da festa da cerveja,que saudades,mas nesta cidade o que é bom acaba depressa.

    ResponderEliminar

A RUA DA MINHA ESCOLA – (VII)

        (ESCOLA DA SENHORA DA PIEDADE)                          O que sabemos nós da rua da nossa escola primária? João Evangelista...