quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Castelo Branco Através do Tempo



Fotografias de Veríssimo Bispo
O Albicastrense

11 comentários:

  1. Anónimo16:55

    Parabéns. Parece que conseguiste fotografar um OVNI, ainda por cima de perto, em 2008.
    Que maravilha a Roswell portuguesa.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:02

    O ET chama-se Joaquim Morão O REI DO BETÃO.
    MORÃO= O BETÃO SEM CORAÇÃO

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17:02

    MORÃO= O BETÃO SEM CORAÇÃO

    ResponderEliminar
  4. Anónimo17:02

    MORÃO= O BETÃO SEM CORAÇÃO

    ResponderEliminar
  5. Anónimo17:04

    MORÃO O grande promotor e amigo dos licenciados de 400 euros.Tenha vergonha. O que é que um político sabe fazer?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo17:06

    Senhor Verissimo:
    Se me permite devia era indagar e publicitar qual é o emprego em CAstelo Branco. O Presidente Morão diz que há muito emprego e que a culpa é das pessoas serem licenciadas.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo17:06

    Senhor Verissimo:
    Se me permite devia era indagar e publicitar qual é o emprego em CAstelo Branco. O Presidente Morão diz que há muito emprego e que a culpa é das pessoas serem licenciadas.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo17:17

    Broncodemocracia = Doença do grupo das pneumonias em que a inflamação atinge a democracia e os tecidos sociais atravez da tão famosa dor de chavelho.
    É uma doença terrível que conduz lenta mas inexoravelmente à extinção de todas as associações sem fins lucrativos, caso não se tomem medidas para a sua cura e erradicação.
    Desde a Antiguidade Clássica, e antes até, que é conhecido o remédio: Civilização.
    Sempre em doses superlativas.
    O problema é que a civilização é um bem raro e, também por isso, muito precioso.
    E não se encontra à venda nas FARMÁCIAS.
    É produzido no seio da família e do amor que temos, dos amigos, do povo, da nação.
    Mas requer massa crítica suficiente para a ignição da sua produção, sem a qual nada se produz.
    Por sua vez essa massa crítica é determinada por doses adequadas de educação, de conhecimento e de valores humanos.
    Numa Terriola desiquilibrada, ou seja, em que há muitos sem educação e sem conhecimento e uns poucos com resquícios apenas e a mais das vezes despidos de valores humanos, estes poucos tendem para a arrogância, o despotismo e mesmo, num fenómeno bem português, para o chico-espertismo.
    Já outros tendem para a elefantíase esquizofrénica sob forma de dança em loja de cristais.
    Com tudo isso comprometem a meta da educação para todos, impedem que o conhecimento chegue a todos, inviabilizam a entronização dos valores humanos, o que por sua vez condiciona a produção de civilização.
    E, como vimos, sem civilização não há cura para a broncodemocracia.
    Em suma, creio que estamos condenados a uma pandemia de broncos/democracia?
    Uma vez mais as minhas desculpas pelo desabafo, mas quem não sente não é filho de boa gente...

    O contra´rio do reizinho do Betã
    sacado de um blog perto de si

    ResponderEliminar
  9. Caro anónimo.
    Não tem que pedir desculpas, eu é que agradece o seu texto e acima de tudo a tradução da "Broncodemocracia".
    Cumprimentos do Albicastrense.

    ResponderEliminar
  10. Caro anónimo.
    Diz você, que o "nosso Presidente" terá afirmado o seguinte:
    "Há muito emprego e que a culpa é das pessoas serem licenciadas".
    Deixe que lhe diga o seguinte… o problema não se chama Joaquim Morão, nem diz respeito só a Castelo Branco, infelizmente!
    Até pode haver emprego em Castelo Branco, o problema e que esses empregos são tipo Call Center ou Fórum, onde as pessoas trabalham 12 e mais horas em troca de salários mínimos, e ao primeiro abanão no negócio, o empresário coloca os trabalhadores no olho da rua sem quaisquer direitos.
    Se quisesse, podia contar-lhe aqui alguns desses casos, porêm este blog não tem esses objectivos.
    Quanto aos jovens licenciados, também eu tenho um filho licenciado em Engenharia de Informática, só arranjou emprego em Lisboa pois nós aqui licenciamo-los e depois exportamo-los para outras localidades.
    É o pais que temos…
    Um abraço do Albicastrense

    ResponderEliminar
  11. Anónimo19:46

    É o conceito de trabalho para o Morão. Ele é contra os licenciados porque não o é. Ele que vá mas é para as Novas Oportunidades e que não diga baboseiras como as que disse na entraga dos diplomas da Etepa. Conhece? Toda a gente ficou parva com as palavras do presidente Morão. Lamanto que o seu filho tenha ido para Lisboa. A culpa é das politicas do Morão O morão é um zero . A Idanha é um deserto. As aldeias cá do concelho igual. Novas ideias. Nova gente.
    Um abraço virtual para si

    ResponderEliminar

DESCOBRINDO CASTELO BRANCO ANTIGO – (VI)

  Esta é uma imagem que irá deixar muita gente a coçar a cabeça e a interrogar-se, sobre o local onde este edifício tinha poiso na terra...