sábado, julho 01, 2017

UM ALBICASTRENSE, NA TOPONÍMIA DE LISBOA

ANTÓNIO BENTO MARTINS
Ao pesquisar na Internet informação sobre a toponímia albicastrense, encontrei dados sobre um albicastrense que tem o seu nome num jardim de Lisboa. 
Confesso que nunca tinha ouvido falar de Bento Martins, em sua homenagem aqui fica o poste que encontrei sobre ele.

António Bento Martins, Actor e Encenador, nasceu em Castelo Branco, a 12-08-1932, e faleceu em Lisboa, a 01-09-1993. Desde os seus 17 anos que se interessava pelo Teatro, formando diversos grupos de Teatro de Amadores, entre os quais se destacam o Grupo de Teatro de Sacavém, da Bobadela, de Santa Iria, da EDP (empresa onde trabalhou), bem como grupos de Teatro de paróquia, e neles participava como Actor e Encenador.
Em 1959, fundou o Grupo de Teatro de Carnide onde se manteve até ao seu falecimento, durante 34 anos.
Como Actor profissional integrou as companhias do Teatro de Ensaio de Lisboa, do Teatro da Estufa Fria e do Grupo de Teatro de Carnide.
Como Encenador levou a cena diversos géneros, para além de ter sido um aplicado estudioso do Teatro, participando em vários cursos de Director e Encenador, em Portugal, na Suíça e na antiga República Democrática Alemã, para além de ter realizado colóquios no âmbito da Secretaria de Estado da Cultura, do ex-FAOJ/Instituto da Juventude,
Bento Martins recebeu galardões no Festival de Teatro de Amadores de Lisboa, no Festival Internacional das Beiras, no Festival de Santarém  e, ainda, uma Medalha de Ouro do Teatgro da ex-RDA.
O seu nome faz parte da Toponímia de: Lisboa (Freguesia de Carnide, Jardim Bento Martins na Quinta da Luz, Edital de 17-02-1995)
(Dados: Ruas com História no facebook)
 O Albicastrense

2 comentários:

  1. Anónimo23:35
    Conheci-o muito bem. Era tio de uma cunhada minha e privei muito com ele. NASCEU NA PARTIDA e foi muito cedo para Lisboa. Na última fase da doença (câncro)afastou-se de toda a gente e "refugiou-se" numa aldeia ou vila no Norte. Nunca aceitou profissionalizar-se no teatro, amava demasiado o teatro para o fazer profissionalmente. Foi um grande actor, mas foi encenador durante muito mais anos. Podemos dizer que devotou a maior parte da sua vida ao Teatro Amador. Foi um grande Beirão e orgulhava-se de viver mais de 50 anos em Lisboa e manter o sotaque beirão!
    Luís Fernandes.

    ResponderEliminar
  2. Luís Fernandes.
    bem-haja pela informação.
    Abraço

    ResponderEliminar

RUAS DA ZONA HISTÓRICA DE CASTELO BRANCO

AS MINHAS IMAGENS  ZONA HISTÓRICA DA TERRA ALBICASTRENSE  O  Albicastrense